Thursday, December 15, 2016

A Magia de Escrever Fantasia Parte Dois



Os livros e filmes de fantasia têm reivindicado uma grande porção da indústria literária e cinematográfica. Se olhar a lista de best-sellers do The New York Times, frequentemente você encontrará livros de fantasia no topo.

Se você checar as bilheterias mais lucrativas do cinema durante a última década, encontrará dúzias de filmes baseados em estórias de fantasia. Batman, Homens de Preto, Piratas do Caribe, Star Wars, Capitão America, etc.

Livros como, 'Sete minutos depois da meia-noite’, 'Animais Fantásticos e onde eles habitam', e 'O Lar das Crianças Peculiares', estão entre as adaptações de livros para o cinema.

A Marvel Studios, DC Comics e outros estúdios reconhecem a grande popularidade das fantasias e continuam investindo milhões para produzi-los. Eu arrisco dizer que este é o momento dos livros e filmes de fantasia.

Por que as pessoas são tão atraídas pelas estórias de fantasia? Elas são puxadas para o desconhecido; todo o mundo sonha ou fantasia alguma situação. O cérebro é trabalhador, nunca para e se desenvolve com enredos interessantes. Quem nunca teve um dia de super-herói? É fácil se imaginar no lugar de um personagem, tomando decisões e resolvendo problemas. Isso acontece porque embora seja fantasia, parece real, palpável e crível em algum nível. Nós choramos, rimos e apaixonamos com os personagens.

Para se escrever uma estória de fantasia, é necessário perceber o que leitores estão procurando, o que eles querem vivenciar, quais tipos de situações e personagens os fazem se apaixonar por uma estória.

É seguro dizer que o segredo é a forma que o escritor conta uma estória. A série Harry Potter teria o mesmo sucesso se outros escritores tivessem escrito os livros? Tente imaginar se a série Crepúsculo tivesse sido escrito por Bram Stocker! Cada escritor tem o poder para transformar um vampiro no mais amado ou odiado personagem, um deus grego ou egípcio em um super-herói, ou até mesmo um adolescente comum e menosprezado em um campeão.

Quando estamos escrevendo uma estória de fantasia, somos livres para imaginar qualquer coisa, nós podemos criar nosso próprio mundo, nós temos poder e esta é uma sensação surpreendente. O mais interessante é que embora seja imaginário, tem suas raízes na realidade: esses personagens enfrentam quase os mesmos problemas que um ser humano comum… lutas, perigos e preocupações.

Por exemplo, quem nunca teve um amor impossível? Quem nunca teve um coração partido? É fácil sentir uma conexão com Bella e Edward na série Crepúsculo de Stephenie Meyer. Eles têm que enfrentar muitos obstáculos para ficarem juntos; eles estão sofrendo e dispostos a fazer qualquer coisa para ficarem juntos.

As pessoas gostam de viver em um mundo diferente durante alguns minutos. A fantasia é um tipo de escapismo que as faz se esquecer de que há um mundo com tantos problemas e injustiças. Algumas pessoas precisam acreditar que há algo mais além de nosso mundo; elas estão procurando respostas para coisas que a ciência e a realidade não podem explicar.

Além do mais, nós somos seres curiosos atraídos pela aventura da descoberta e essas estórias brincam com nossos cérebros criativos, causando uma avalanche de sentimentos bons e ruins. Que oportunidade para um escritor!

As estórias de fantasia oferecem aos escritores e leitores um mundo diferente e imaginário onde tudo é possível.

Por tempo limitado você pode baixar O Lado Sombrio gratuitamente. Basta assinar a newsletter.








Inscreva-se na minha newsletter para receber as novidades

* indicates required